Search
Close this search box.

Glossário de Violão

Explore nosso glossário dedicado ao universo do violão! Aqui, desvendamos termos, técnicas e conceitos essenciais, tornando mais simples e claro o entendimento deste instrumento fascinante. Ideal para quem está começando ou deseja aprofundar seu conhecimento. Navegue e descubra o vocabulário do mundo violonístico!

 

O que é: Dissonância

O que é Dissonância?

A dissonância é um conceito amplamente utilizado nas áreas da psicologia e da música, mas também pode ser aplicado em diferentes contextos. No campo da psicologia, a dissonância refere-se a um estado de tensão ou desconforto que ocorre quando uma pessoa possui crenças, atitudes ou comportamentos que são inconsistentes entre si. Já na música, a dissonância é uma característica sonora que ocorre quando duas ou mais notas são tocadas simultaneamente e geram um som desagradável ou instável.

Origem e desenvolvimento do conceito

O conceito de dissonância foi desenvolvido pelo psicólogo Leon Festinger na década de 1950. Festinger propôs a teoria da dissonância cognitiva, que afirma que as pessoas têm uma tendência natural de buscar a consistência entre suas crenças, atitudes e comportamentos. Quando ocorre uma inconsistência, surge a dissonância, e as pessoas sentem um desconforto que as motiva a buscar a redução dessa dissonância.

melhores Violões para iniciantes de 2024

A teoria da dissonância cognitiva foi amplamente estudada e aplicada em diferentes áreas da psicologia, como a psicologia social, a psicologia do consumidor e a psicologia organizacional. Ela tem sido utilizada para explicar fenômenos como a tomada de decisões, a persuasão, a formação de atitudes e a mudança de comportamento.

Tipos de dissonância

Existem diferentes tipos de dissonância, que podem ocorrer em diferentes contextos. Alguns dos principais tipos são:

Dissonância cognitiva: ocorre quando uma pessoa possui crenças, atitudes ou comportamentos que são inconsistentes entre si. Por exemplo, uma pessoa que fuma e sabe que o cigarro faz mal à saúde pode experimentar dissonância cognitiva.

Dissonância afetiva: ocorre quando uma pessoa experimenta emoções contraditórias em relação a uma situação ou a outra pessoa. Por exemplo, uma pessoa pode sentir amor e ódio por alguém ao mesmo tempo, o que gera dissonância afetiva.

Dissonância perceptiva: ocorre quando uma pessoa percebe uma discrepância entre a realidade e suas percepções. Por exemplo, uma pessoa pode acreditar que é uma ótima motorista, mesmo recebendo várias multas de trânsito, o que gera dissonância perceptiva.

Redução da dissonância

Quando ocorre a dissonância, as pessoas sentem um desconforto que as motiva a buscar a redução dessa dissonância. Existem diferentes estratégias que as pessoas podem utilizar para reduzir a dissonância, como:

Mudança de comportamento: uma das formas mais comuns de reduzir a dissonância é mudar o comportamento para torná-lo consistente com as crenças ou atitudes. Por exemplo, uma pessoa que fuma e sabe que o cigarro faz mal à saúde pode parar de fumar para reduzir a dissonância.

Mudança de atitude: outra estratégia é mudar as atitudes para torná-las consistentes com o comportamento. Por exemplo, uma pessoa que fuma e sabe que o cigarro faz mal à saúde pode convencer a si mesma de que fumar não é tão prejudicial assim, reduzindo assim a dissonância.

Busca por informações: as pessoas também podem buscar informações que confirmem suas crenças ou atitudes, a fim de reduzir a dissonância. Por exemplo, uma pessoa que fuma e sabe que o cigarro faz mal à saúde pode procurar estudos que minimizem os efeitos negativos do tabagismo.

Justificação: outra estratégia é justificar o comportamento ou a atitude inconsistentes, de forma a reduzir a dissonância. Por exemplo, uma pessoa que fuma e sabe que o cigarro faz mal à saúde pode justificar o hábito dizendo que é uma forma de aliviar o estresse.

Aplicações da dissonância

O conceito de dissonância tem sido amplamente aplicado em diferentes áreas, como a psicologia do consumidor, a publicidade e o marketing. Por exemplo, na psicologia do consumidor, a dissonância é utilizada para entender o comportamento de compra e as estratégias de persuasão.

Uma das aplicações mais conhecidas da dissonância no campo do marketing é a estratégia de “preço alto, qualidade alta”. Essa estratégia se baseia na ideia de que as pessoas tendem a valorizar mais os produtos ou serviços pelos quais pagaram um preço elevado, pois a dissonância entre o preço alto e a qualidade alta é reduzida.

Conclusão

A dissonância é um conceito importante nas áreas da psicologia e da música, que pode ser aplicado em diferentes contextos. Ela ocorre quando há uma inconsistência entre crenças, atitudes ou comportamentos, gerando um estado de tensão ou desconforto. A redução da dissonância pode ocorrer por meio da mudança de comportamento, mudança de atitude, busca por informações ou justificação. A dissonância também tem sido aplicada em diferentes áreas, como a psicologia do consumidor e o marketing, para entender o comportamento humano e desenvolver estratégias de persuasão.

Navegar pelo Glossário

Você também pode gostar:

Violão Brasil
Violao Brasil

Guias dos melhores

Categorias de Artigos

Veja Também

como escolher um violão clássico no Brasil

3 Melhores Violões Clássicos para Iniciantes

Os violões clássicos são uma excelente opção para iniciantes que desejam aprender a tocar esse instrumento versátil e encantador. Neste artigo, exploraremos as razões pelas

Thiago silva

Olá! Eu sou Thiago Silva

Seja Bem-Vindo ao Blog Violão Brasil

Sou um apaixonado por violão e guitarra. Amo música e tudo envolvido. Já fiz cursos e toco violão desde os meus 15 anos.